fbpx

Você tem o sonho de abrir uma transportadora? Ou você já realizou esse sonho e quer conquistar mais clientes e melhorar os processos da sua transportadora? Então, esse treinamento é pra você! Essa é primeira aula do curso “Começando certo” para transportadores de carga.

Neste primeiro módulo, você entenderá qual é o passo a passo para abrir uma transportadora, desde o planejamento até a documentação. (Se você já abriu sua transportadora e quer saber como divulgar sua empresa e conquistar mais clientes, pode pular para o módulo 2.)

Estou em dúvida se devemos colocar. Nesta aula, vou te ajudar a tomar uma decisão importantíssima que, na minha opinião, é a primeira coisa que se deve pensar antes de abrir uma transportadora: qual é o tipo de transporte que você vai oferecerPorque, afinal, quem faz tudo acaba não fazendo nada direito, não é verdade?

Então, se você quer prestar um serviço de qualidade o ideal é escolher um segmento se especializar nele. Hoje, vou te apresentar os principais tipos de transporte para facilitar a sua escolha.

 

Em vez de ler, que tal assistir ao vídeo? 

Se você quer começar o seu negócio com o pé direito e sem dor de cabeça, vai precisar de organização e tecnologia. Conheça o sistema Active Trans →

 

 

Antes de sair comprando veículo e oferecer o serviço, é importante saber que o tipo de veículo ideal para o serviço que você vai oferecer, existem empresas de transporte que não tem veículos, tudo depende da sua estratégia e recursos que você tem disponível. 

Durante todos os videos deste treinamento, você vai ter várias ideias para tirar o seu sonho do papel e aproveitar as oportunidades que passam na sua frente a todo momento.

Bom, para começar, você tem duas a escolhas a fazer: o tipo de serviço que sua empresa irá oferecer e o tipo de mercadoria que sua empresa vai transportar.  

 

Tipos de transporte

Começando pelo tipo de transporte, você pode optar por: 

  • Transportar carga fracionada;
  • Transportar carga fechada ou lotação;
  • Carga Distribuição com veículo dedicado
  • Oferecer o serviço de “caminhão dedicado”;
  • Trabalhar como subcontratado.

Existem outros tipos de transportes que são derivados dessas modalidades, e nesse curso vamos falar apenas destes, por questão de tempo. Nós vamos explicar detalhadamente sobre cada um desses tipos de transporte, então, leia até o final.

 

Carga fracionada

No transporte de carga fracionada transportamos as mercadorias de vários clientes em um mesmo caminhão.

Imagine que você foi contratado por 3 varejistas (um de eletroeletrônicos, o outro de calçados e o último de roupas) que estão localizados na sua cidade, e precisam entregar em Curitiba, por exemplo. Para aproveitar todo o espaço do caminhão, você pode utilizar o mesmo veículo para transportar as três mercadorias até o destino final.

Essa modalidade é perfeita para transportar pequenas mercadorias, que não ocupam todo o espaço e capacidade do caminhão. Nesta modalidade quanto maior a ocupação do caminhão maior a sua lucratividade. Note que é de extrema importância ter a ocupação mínima para a viagem ser lucrativa.

 

Carga fechada (lotação)

Diferente do frete fracionado, que transporta cargas de vários clientes diferentes no mesmo veículo, a carga fechada, conhecida também com carga dedicada ou carga lotação, acontece quando um veículo é ocupado com mercadorias de uma única empresa. Assim, o frete é cobrado por contrato de serviço.

Pensando assim o nome “frete dedicado” faz bastante sentido, pois o veículo naquele momento está 100% dedicado, ou disponível com exclusividade para transportar a carga de um único cliente.

 

E quando vale a pena cobrar o frete fechado em vez do fracionado?

Bom, algumas das situações onde o frete dedicado faz mais sentido são: 

  • quando o tipo da mercadoria requer que ela seja transportada sozinha, como no caso das cargas perigosas;
  • quando a carga tem um alto valor agregado;
  • quando a mercadoria é pesada e ela sozinha já é suficiente para completar a capacidade do veículo;
  • quando o prazo da entrega é curto e o veículo precisa ir direto para o destino final, sem fazer várias paradas;
  • entre outros motivos.

 

Carga de Distribuição (veículo dedicado)

Nessa modalidade você disponibiliza para o seu cliente um caminhão e um motorista com exclusividade para atendê-lo. 

A diferença entre essa modalidade de “veículo dedicado” e a que falamos anteriormente (carga fechada) é que aqui, muitas vezes, o motorista vai até o cliente sem saber onde será feita a coleta e entrega. 

O cliente tem aquele veículo (juntamente com o motorista) à disposição dele e pode designar qual serviço será prestado no dia. 

Geralmente nessa modalidade os motoristas fazem várias entregas numa mesma cidade ou em cidades vizinhas com viagens de curta distância.

 

Subcontratação Exclusiva

A subcontratação acontece quando uma transportadora é contratada para realizar uma entrega, mas não utiliza recursos próprios e contrata uma outra transportadora para fazer o serviço. Ou seja, ela terceiriza ou quarteiriza o transporte da carga.

Geralmente, quem está começando opta por trabalhar para outras transportadoras como subcontratado com objetivo de ganhar experiência e conhecer melhor como prestar serviço em determinado segmento, pois as transportadoras orientam e dão dicas sobre como proceder.

Dessa forma, em vez de tratar e negociar com o cliente final (indústrias, varejistas, etc), você vai oferecer os seus serviços de transporte para outras transportadoras que querem ampliar a área de atendimento. 

 

Tipos de mercadorias

Bom, então esses são os principais tipos de serviço que sua empresa poderá oferecer. Agora, vamos falar sobre os tipos de mercadoria que sua empresa pode transportar.  

A vantagem de se especializar em um tipo de mercadoria é que algumas delas têm regras, leis e necessidades específicas. 

Além disso, ser especialista em algo é traz um peso positivo muito maior. Por exemplo, se você está com dores no joelho, se sentiria mais seguro se consultando com um clínico geral ou com um ortopedista especializado em joelho? Pois é. Um especialista tem muito mais credibilidade e valor agregado ao seu serviço.

Bom, agora vamos a escolha. Entre os tipos mais comuns de mercadoria estão:

 

  • Medicamentos

O transporte de medicamentos e produtos farmacêuticos tem uma regulamentação específica quanto a embalagem, estocagem, e veículos. Essas regras criadas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estão descritas na Portaria 1.052/98 e na Resolução nº 329/99. O Transportador precisa estar habilitado para esse tipo de transporte.

 

  • Alimentos

Transportar alimentos também requer alguns cuidados especiais quanto ao manuseio, higiene, desinfecção dos veículos, armazenamento, etc. Não é permitido transportar alimentos com produtos de limpeza, químicos entre outros produtos, por conta do risco de contaminação. Essa regras estão descritas na Portaria número 326 da Secretaria de Vigilância Sanitária e na Resolução nº 275 da ANVISA.

 

  • Carga Geral 

Esse é um tipo mais comum de transporte e, geralmente, não exige procedimentos ou veículos especiais. Ou seja, é um transporte realizado com veículos comuns e pode ser utilizada para diversos tipos de mercadorias, como:

  • materiais de construção;
  • produtos industrializados;
  • produtos de de limpeza;
  • entre outros.

 

  • Frigorificada

Esse é um dos serviços de transporte mais usados do país. Aqui, podemos enquadrar duas categorias de mercadoria: os perecíveis e os congelados.

Como perecíveis, geralmente são transportados frutas e legumes, como banana, manga, batata, etc.

Já os congelados são aqueles que precisam de refrigeração entre -15ºC e -20ºC para não estragarem, como carnes em geral e alimentos industrializados congelados, como lasanhas, hambúrgueres, pão de queijo, pizza, etc.

Esse tipo de transporte exige cuidados especiais com higiene e limpeza e gastos constantes na manutenção dos sistemas de refrigeração.

 

  • Cargas Perigosas

Nesta categoria se enquadram os líquidos inflamáveis, materiais radioativos, explosivos, gases tóxicos, entre outros. Esse tipo de transporte requer um veículo especial e um treinamento diferenciado para os motoristas.

 

  • Grande Porte (transportes especiais)

Também conhecido como transporte de material indivisível, nessa categoria se enquadra o transporte de:

  • Máquinas agrícolas e industriais;
  • Guindastes;
  • Peças de maquinário;
  • entre outros produtos considerados “gigantes”.

Além de veículos especiais, esse tipo de transporte precisa de muito planejamento para ser executado e demanda cuidado no carregamento, descarregamento e manuseio. 

Além disso, para garantir a segurança e evitar acidentes é importante contratar veículos batedores para acompanhar todo o trajeto.

 

  • A granel 

Esse é o transporte de mercadorias em grande quantidades e sem embalagens, e são transportados em containers ou caminhões específicos.

Há dois tipos tipos de transporte a granel: sólido e líquido.

Alguns exemplos de mercadorias sólidas a granel são:

  • Grãos, como soja, milho, trigo, feijão, café…
  • Produtos minerais, como enxofre, manganês, minérios de ferro, etc. 

 

Já as mercadorias líquidas a granel podem ser:

  • Produtos químicos, como petróleo e combustíveis;
  • Suco de laranja;
  • Óleos vegetais, entre outros.

Os tipos de veículos recomendados para transportar líquidos a granel são os caminhões tanque e os caminhões-pipa, que são comumente utilizados para abastecimento de água e para lavagem de ruas.

 

Antes de investir em caminhão, estrutura, etc, defina especificamente qual tipo de serviço de transporte você vai atuar.  

Como você percebeu, existem muitas opções de serviços. Analise também o mercado da sua região, concorrência e preços praticados. Isso ajuda a decidir a melhor opção para você.

Não existe certo ou errado, existe a melhor oportunidade de acordo com as suas possibilidades e recursos. E, acredite, existem oportunidades incríveis esperando por quem quer empreender nesse mercado. E o primeiro passo é planejar para começar certo. 

A intenção dessa materia foi te mostrar as principais possibilidades de serviço que o transporte de cargas abrange. Seria muito interessante fazer outros conteúdos explicando mais a fundo sobre as particularidade e regras de cada um deles, não acha?

Então, comente aqui embaixo qual é o tipo de transporte que você quer saber mais. Assim, podemos fazer um material específico, explicando tudo sobre esse tipo de transporte.

Na próxima aula, vamos tirar todas as dúvidas sobre a documentação necessária para abrir e regularizar a sua transportadora.

 

Espero que tenha gostado e até a próxima aula! 🙂 

Comentários