fbpx

Essa é a última aula do nosso curso Começando Certo para transportadores de carga! Parabéns por chegar até aqui!

Nesse último módulo, vamos falar sobre indicadores. Os indicadores de performance, indicadores de desempenho ou KPIs são métricas usadas para medir e acompanhar os resultados dos pontos mais importantes da sua operação.

Nas aulas anteriores, demos diversos exemplos de indicadores para acompanhar suas cotações, coletas, faturamento, entregas e as ocorrências de transporte. Hoje vamos dar exemplos de indicadores para acompanhar suas receitas, despesas e, enfim, o seu esperado lucro.

 

Em vez de ler, que tal assistir ao vídeo?

Se você quer começar o seu negócio com o pé direito e sem dor de cabeça, vai precisar de organização e tecnologia. Conheça o sistema Active Trans →

 

 

Receitas X Despesas

Analisar as receitas em relação às despesas é de suma importância para a transportadora. Este indicador deve ser acompanhado diariamente, porque ele representa a saúde financeira da empresa. 

É muito comum encontrar empresas que quebram por olhar apenas para o faturamento, ignorando pontos cruciais das despesas.

Com esse indicador você consegue saber se sua transportadora está dando lucro ou prejuízo. Gerenciando a saúde financeira da sua empresa você evita “dar um passo maior do que a perna”. 

É nesse indicador que você identifica os serviços que trazem mais receita e também as ações que geram mais despesas

Funciona como olhar o painel do seu carro: existe o indicador de velocidade, combustível, aquecimento. Com eles, você sabe se o combustível vai dar pra chegar no destino e sabe também se você vai tomar multa por excesso de velocidade.

 

Fluxo de Caixa

Ótimo, agora você já sabe o quanto faturou e o quanto tem de despesas, e até sobrou um pouco no final do mês. Imagine que amanhã tem a fatura da seguradora para pagar e você descobre que não tem dinheiro na conta para pagar.

“Mas como? Eu tenho meu indicador de receitas e despesas e o faturamento é maior que as despesas. Como não tem dinheiro? “

Nessa situação, ou você deixa de pagar a seguradora, correndo o risco de cancelarem sua apólice de seguro, ou pega um empréstimo com o banco com juros altíssimos e vê aquele dinheiro que estava sobrando ir para o ralo…

Esta é a importância de acompanhar seu fluxo de caixa. Ele mostra o que você realmente pagou e o que realmente recebeu no dia a dia e ter uma previsão do que você tem para pagar ou receber nos próximos dias. 

De nada adianta faturar hoje se seu cliente só vai pagar daqui 30 dias. Faturamento e dinheiro no bolso são coisas diferentes…

No módulo financeiro aqui do nosso curso já falamos detalhadamente como organizar o seu fluxo de caixa

 

Percentual de Inadimplência

Não é porque a fatura vence no dia 10 que você tem a garantia de que seu cliente vai pagar naquela data. Não são todos os clientes que têm um sistema para controlar o financeiro e os clientes também podem passar por dificuldades.

Então, pode ser que uma parte do faturamento calculado no seu fluxo de caixa pode não estar na sua conta no dia previsto.

Fique atento aos clientes que atrasam constantemente e esteja aberto para negociar prazos e também avaliar se este cliente está trazendo lucro ou prejuízo para sua empresa. Às vezes, uma mudança na data do vencimento resolve um cliente inadimplente.

Para calcular o percentual de inadimplência é basta pegar a soma das faturas vencidas ou pagas com atraso em um determinado período (geralmente 1 mês), dividir pela soma total das faturas que vencem no período e multiplicar por 100.

Soma das Faturas Vencidas ou Atrasadas / Total de Faturas X 100 = Percentual de Inadimplência

Geralmente o percentual de inadimplência costuma se manter na média. Desta forma é possível prever necessidade de caixa para esses casos. Ou seja, observar o percentual de inadimplência vai te dar uma visão do mercado de atuação dos clientes.

 

Despesas por Tipo (Plano de Contas)

Sabemos que em nossa vida pessoal temos muitas contas para pagar. Imagine então em uma empresa!

Se você não souber exatamente para onde está indo seu dinheiro, há um grande risco de fazer mais despesas do que a empresa pode pagar

Logo, será necessário aumentar o preço para que a empresa não quebre. Mas, se aumentar muito o preço, pode acabar perdendo clientes e faturando ainda menos. Isso pode virar uma bola de neve.

Para evitar esse tipo de situação, é fundamental ter suas contas muito bem controladas e o primeiro passo para isso é criar um plano de contas, que nada mais é do que criar categorias para suas despesas. Por exemplo,  na categoria “Folha de Pagamento” agrupa-se todas as despesas referentes ao pagamento dos funcionários, como salários, benefícios, décimo terceiro, etc.

Já falamos bastante sobre essas categorias de despesas na aula do módulo financeiro aqui do curso, dá uma olhada depois para entender melhor.

Depois de levantar os custos por categorias, você pode comparar com períodos anteriores e ver quais categorias aumentaram ou diminuíram. Descobrindo quais são suas principais despesas e quais impactam mais no seu faturamento é possível pensar em formas mais eficientes para reduzir custos.

 

Lucratividade

Por fim, o indicador que todo o empresário gosta. Bom, isso se o resultado for positivo…

Com o indicador de lucratividade, você consegue ver se a sua transportadora está realmente dando lucro ou se você está na verdade tendo prejuízo e pagando para trabalhar.

Uma forma simples de calcular o lucro é subtraindo suas despesas do seu faturamento. 

Faturamento – Despesas = Lucro

Logo, se você recebeu 1.000 reais no mês e teve uma despesa de 800 reais, seu lucro foi de 200 reais.

Para calcular seu percentual de lucratividade é só pegar o seu lucro, dividido pelo total do seu faturamento e multiplicar por 100. 

Lucro / Faturamento X 100 = Percentual de Lucratividade 

Se o seu faturamento for menor que as despesas seu lucro será negativo e sua lucratividade também, o que significa que você teve prejuízo. Acompanhar o percentual de lucratividade mês a mês é importantíssimo, pois ele dá o sinal de que as coisas estão melhorando ou piorando.

Você pode apurar o seu lucro cruzando as informações com outros indicadores:

  • Lucro por operação;
  • por centro de custo,
  • por região de destino ou mesmo por cliente.

Bom, essas foram as dicas dessa aula e assim encerramos o módulo de indicadores e também o nosso cursoComeçando Certopara transportadores de carga. 

E se você está agradecido pelas informações que passamos, faça um agradecimento nos comentários, a equipe aqui da Active quer saber, queremos ter a certeza que te ajudamos. Aliás, fica nosso agradecimento especial a todos que participaram da elaboração e gravação do curso.

Muito obrigada por ficar com a gente até aqui e até a próxima!

 

Comentários