fbpx

Em vez de ler, que tal assistir ao vídeo?


Com a obrigatoriedade da emissão do CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) as transportadoras de todos os portes precisam de um certificado digital. Entenda o que é o certificado digital, para que ele serve e como escolher o mais adequado para sua empresa.

 

O que é e por que preciso do certificado digital?

O Certificado digital é uma assinatura utilizada em documentos fiscais eletrônicos. Essa assinatura digital garante a validade jurídica do documento e permite verificar quem é o autor de um arquivo eletrônico e se ele não foi modificado.

No ramo de transportes, o certificado no padrão da ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira) é necessário para a emissão de CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico), documento obrigatório para o transporte de cargas desde 2013. Para tirar dúvidas sobre a emissão do Conhecimento Eletrônico, leia nosso post sobre 4 dicas para eliminar erros na emissão do CT-e.

Existem dois tipos de certificados digitais para emissão e assinatura de documentos fiscais eletrônicos para transporte de carga: o A1 e o A3. O certificado A3 é o certificado em formato físico. É armazenado em um token (parecido com um pen drive) ou em um cartão, sendo necessário inseri-lo no computador (ou em uma leitora compatível, no caso do cartão) todas as vezes que for utilizar o certificado. Já o A1 é instalado diretamente no computador, o que permite que mais de uma pessoa utilize ao mesmo tempo.

 

Algumas Certificadoras

Quem emite esses certificados são as Autoridades Certificadoras (AC) e as Autoridades de Registro (AR), licenciadas pela ICP-Brasil. Abaixo, seguem alguns exemplos:

AR TCA

Caixa Econômica Federal

Valid Certificadora Digital

Boa vista

Serasa Experian

Banco do Brasil

Nos sites das certificadoras é possível encontrar orientações sobre a emissão, renovação e revogação dos certificados digitais, como requisitos técnicos e documentos necessários.

 

Qual certificado escolher, A1 ou A3?

Agora, pode ser que você me pergunte: “Se existem dois tipos de certificados, como eu vou saber qual é o melhor para a minha empresa?”. Para facilitar sua escolha, faremos um comparativo entre os certificados A1 e A3, com as vantagens e desvantagens de cada um. Dessa forma, você poderá analisar qual atende melhor as necessidades da sua empresa.

Começaremos pelo A3. Esse certificado tem uma validade maior, pode ser usado por até 3 anos, enquanto o A1 tem validade de 12 meses. No final das contas, o A3 acaba saindo mais barato do que o A1. Em compensação, utilizar o A3 exige alguns cuidados. Por ser um certificado “físico” (estar armazenado em um token ou cartão) é preciso ter cuidado para não o perder, quebrar ou danificar.

O A1 é instalado direto na máquina e pode ser utilizado em vários computadores ao mesmo tempo, o que permite emitir os CT-es mais rapidamente, aumentando a produtividade. Para empresas que tem mais de uma filial (com a mesma raiz de CNPJ) o A1 é mais indicado, pois as filiais podem usar o mesmo certificado.

Resumindo, se a sua prioridade é o menor preço e se quem for utilizar o certificado é uma pessoa cuidadosa, que não irá danificá-lo ou perde-lo, o A3 é mais vantajoso. Para empresas que priorizam aumentar a produtividade e rapidez ou se sua empresa tem filiais, o A1 é o ideal.

Agora, é só analisar os prós e contras e verificar qual certificado se adequa melhor as suas necessidades.

Faça também um teste gratuito do Active CT-e e comprove como é fácil!

 

dica transportadores tms transporte active corp software

 

Comentários