fbpx

Desde 2011, o pagamento de valores de frete aos TACs (Transportador Autônomo de Cargas) ou empresas que possuam até 3 veículos em sua frota deve ser feito através de Pagamento Eletrônico de Frete (PEF) ou depósito em conta. Desta forma, quem ainda usa a Carta Frete (proibida também desde de 2011) está sujeito a multas, que podem ser bem salgadas. Entenda melhor o que é o CIOT e o PEF.

O que é o Pagamento Eletrônico de Frete (PEF)?

O PEF é o pagamento dos valores de frete ao motorista autônomo através das administradoras de meio eletrônico de pagamento de frete, que disponibilizam uma espécie de conta corrente exclusiva para o pagamento de fretes. A empresa recebe um cartão que disponibiliza para o motorista, para que ele possa sacar os valores em uma instituição financeira. Ao realizar o pagamento eletrônico de frete, a própria administradora, homologada pela ANTT, já irá gerar o CIOT.

O que é o CIOT e por que é importante?

O CIOT (Código Identificador da Operação de Transportes), é uma numeração gerada através do Pagamento Eletrônico de Frete e autenticada pela ANTT, que identifica cada contrato de frete a ser pago, para fins de fiscalização.  Ele é obrigatório no caso de contratação de TAC (Transportador Autônomo de Cargas) e seus equiparados (empresas que tenham até 3 veículos no seu RNTRC).

Através de uma administradora de meio de pagamento, o contratante envia eletronicamente para a ANTT alguns dados da empresa, do motorista e da entrega. Então, a contratante receberá um número de protocolo de entregas dessas informações, o CIOT. Essa numeração deverá constar no CT-e e no contrato de frete e é exigida do caminhoneiro nas paradas para fiscalização. Caso o motorista não tenha o CIOT autorizado pela ANTT, tanto ele quanto a contratante, poderão levar multa que varia de R$ 550,00 a R$ 10.500,00.

Com o pagamento eletrônico de frete, além de evitar multas e estar de acordo com a legislação, as empresas poderão comprovar o pagamento de forma mais efetiva, evitando problemas com os motoristas. Além disso, o pagamento eletrônico de frete garante que os motoristas recebam seu pagamento sempre em dia.

Como fazer?

Você pode gerar o CIOT através de um sistema para transportadoras ou no site de alguma administradora de meio eletrônico de pagamento de frete. A vantagem de utilizar um sistema de transporte (TMS), é que o software faz todo esse processo de forma automática, integrando as informações com uma administradora de meio de pagamento homologada pela ANTT, eliminando retrabalho e digitação. Já optando em fazer diretamente no site da administradora, a digitação das informações e o cálculo dos valores precisarão ser feitos manualmente.

Você pode consultar as instituições de pagamento eletrônico de frete habilitadas no site da ANTT.

dica transportadores tms transporte active corp software


Comentários

Dúvidas? Entre em contato!