fbpx

O mercado está cada vez mais competitivo e é normal que as empresas busquem alternativas para gerir seus gastos e reduzi-los ao máximo. Teoricamente, as ações a serem realizadas são o entendimento dos gastos e das receitas possibilitando na redução de frete.

Mas o que devemos levar em consideração nesta análise? É simples. Perguntas como “qual unidade da empresa gasta mais?”, “qual a taxa mais recorrente na operação de transportes?” e “qual o tipo de frete está gerando demanda?” podem ser respondidas através de um estudo e análise de redução de frete baseado no percentual de frete gasto sob o valor das mercadorias transportadas. Quanto maior for este percentual, maior é o cuidado que se deve tomar para renegociar o frete com os parceiros, gerando redução dos números. Praticamente, é possível identificar o percentual de representação destes custos para que seja possível planos de ações e superação de metas.

A prática de políticas voltadas à redução de custos com o frete tem se tornado premissa nas empresas, pois só assim é possível progredir e gerar lucros, direcionando os recursos financeiros para o que realmente interessa.

As plataformas para gestão de frete mais modernas, como por exemplo o Frete Brasil [saiba mais aqui], possuem funcionalidades que permitem fazer estimativas da operação de transportes através de gráficos, tabelas dinâmicas e relatórios comparativos.

redução de frete E-book Utilizando Indicadores no Transporte e Logística ActiveCorp

 

 


Comentários